O que temos feito por mais dados abertos do coronavírus no Brasil

Prezados/as colaboradores/as de nossa Rede pelo Conhecimento Livre no Brasil,

Nos últimos dias, temos trabalhado intensamente para incidir sobre a qualidade e a disponibilidade de dados sobre a pandemia de coronavírus (Covid-19) no país.

Na última sexta-feira (3/4) lançamos um estudo detalhado sobre a situação de cada estado brasileiro, além do governo federal. A avaliação será refeita semanalmente. Todas as informações podem ser encontradas neste site:

https://transparenciacovid19.ok.org.br/

Além de uma repercussão bastante ampla na imprensa nacional e local, também já soubemos de promotores que vão usar o levantamento para questionar a abertura de dados em seus respectivos estados.

Estamos trabalhando em conjunto com a Defensoria Pública da União para demandar a abertura de dados no nível federal. A DPU expediu ao governo federal recomendações de transparência que ajudamos a produzir.

Uma nova frente de trabalho que devemos iniciar com parceiros é o monitoramento de compras públicas emergenciais. Devido à situação de calamidade pública, as regras de licitação são flexibilizadas. Vamos atualizando a situação por aqui.

E vocês, têm visto outras iniciativas que vale acompanharmos? Outras ideias de como nossa rede pode se envolver nesse processo?

Um abraço e espero que estejam bem e seguros!

2 Likes

Olá, @Fernanda_Campagnucci!

Parabéns pelo levantamento! :clap::clap::clap: É muito importante cobrar isso dos Estados neste momento. Esses dados são fundamentais no combate à pandemia.

Sim! Estamos reunindo links apontando para dados, visualizações e outros recursos úteis no fórum dadosabertos.social:

Além disso, a plataforma Brasil.io, por meio do @turicas e dezenas de voluntários, dentre os quais eu me incluo, vem reunindo diariamente, em um único conjunto de dados, os dados divulgados nos boletins das Secretarias Estaduas de Saúde. O conjunto de dados está disponível por meio de download de CSV, por uma API ou por consulta pelo navegador. Tem também várias visualizações disponíveis.

Algo que acho que vocês poderiam nos ajudar agora seria na definição dos esquemas de dados que deveríamos sugerir às Secretarias de Estado de Saúde que usassem.

Li a nota metodológica do levantamento de transparẽncia da Covid-19 que vocês disponibilizaram, mas senti falta de uma informação importante ali: o número de casos recuperados. Isso já tem sido notícia que gerou discussão no fórum. Não seria importante incluir esse número no levantamento de transparência da Covid-19? Há alguma previsão de revisar a metodologia? Como essa metodologia foi construída? Achei apenas essa informação:

o Índice de Transparência da Covid-19 foi construído como um instrumento baseado em um conjunto de dados que já estão sendo coletados e processados pelas administrações públicas, conforme orientações das autoridades de saúde e órgãos internacionais.

Sem, porém, mencionar quais são as fontes específicas que foram utilizadas. Algumas das fontes de dados mais utilizadas, a da Johns Hopkins University, por exemplo, já estão trabalhando com o número de recuperados da Covid-19. Por isso reforço a necessidade de incluir esse dado no levantamento.