Open Data Index/Brazil 2016

event
okbr-oficial
godi
godi-br2016

#1

Relatórios do ODI-BR2016##

Publicados em maio, lançados em março/abril de 2017, relativo aos levantamentos da situação de 2016.

(links para baixar arquivo PDF)


Nota terminológica: o projeto geral “Global Open Data Index”, abreviado GODI, orientado inicialmente para as nações do mundo (portanto “Global”) vem sendo aos poucos adaptado para subregiões e cidades, daí a preferência, inclusive nas traduções, pelo termo “Open Data Index”, abreviado ODI. Nas tags foram mantidos godi e godi-br2016 por questões de compatibilidade.
O ano (no caso 2016) é sempre referente ao ano dos levantamentos, não da posterior publicação.


Open Data e Agenda 2030
Open Data e Agenda 2030
#2

Apresentações do lançamento do ODI São Paulo disponíveis:


#3

ODI Nacional do levantamento de 2016 foi lançado hoje!


#4

ODI da Cidade do Rio de Janeiro, levantamento 2016, foi lançado hoje!
Ver matéria no nosso blog.

Com isso fechamos o ciclo de lançamentos ODI da OKBr.

##ODI-BR2017##
Lançado em março/abril de 2017, relativo aos levantamentos de 2016.


#5

Parabéns pela matéria no JN!!!
Super legal!


#6

Ficou bem legal!
http://g1.globo.com/jornal-nacional/edicoes/2017/05/06.html?utm_source=twitter&utm_medium=share-bar-desktop&utm_campaign=share-bar&#!v/5851831


#7

A OKBr tem orgulho de apresentar aqui no DiscussOKbr os pesquisadores que executaram o levantamento e participaram da redação dos relatórios de Índice de Dados Abertos, @Amarograssi, @Andressa_Falconiery e @Wagner_faria_de_oliv.

Até junho os relatórios e o índice online estarão sob consulta pública, e os membros da comunidade aqui do DiscussOKBr que quiserem se manifestar com sugestões ou apontamentos de falha, serão acolhidos neste espaço.


Entry for National Laws / Brazil
Entry for Draft Legislation / Brazil
#8

Resposta da CGM-SP/COPI

A COPI nos remeteu seu parecer, que servirá de subsídio para as correções finais:
visualizar Nota Ténica cgmSpCopi-NotaTecnica-007-2017 (baixar).

Alinhamentos da OKBr com a FGV/DAPP

Car@s ,
Muito obrigado pelo retorno!
Seguem os nossos comentários:

No caso, os “entes responsáveis” apontados são os “provedores” dos dados em cada cidade, não são necessariamente os responsáveis no sentido “legal”. Apenas significa quem é a entidade que fornece o dado requerido naquela cidade. Não podemos controlar isso, pois cada cidade tem suas especificidades e não há necessariamente uma definição prévia de quem deve ser o provedor de uma informação.

  • O dataset de propriedade da terra de fato requer revisão do índice. Vamos re-submeter a avaliação para esta dimensão.

  • O dataset de qualidade da água sugerido contém apenas um índice fechado, não abrindo por componente, como a metodologia requer. Nesse sentido, mantemos o dataset avaliado inicialmente.

  • O dataset de concentração de poluentes, apesar de ter algumas vantagens em relação ao utilizado para avaliação (está disponível na internet em oposição ao utilizado, que exigia cadastro), não contempla o requerimento da metodologia, direcionada para dados diários (o estado atual da qualidade do ar no município), enquanto que os dados do portal Infocidade são consolidados anuais. Nesse sentido, mantemos o dataset inicialmente utilizado.

  • O dataset de estatísticas socioeconômicas da prefeitura (ObservaSampa) contém algumas vantagens de formato e licença, mas não possui informação atualizada de desemprego e PIB. Nesse sentido, o dataset do IBGE cobre melhor o tipo de informação requisitada, pelo menos para desemprego. Faremos menção, em comentário, à existência dessa página como link alternativo, mas manteremos a avaliação com base no dataset utilizado inicialmente. Não levamos em consideração o Infocidade pois os dados estavam desatualizados em relação aos do IBGE e do ObservaSampa.

  • O portal Olhovivo foi a referência utilizada na avaliação para ônibus, já constando em http://br-cities.survey.okfn.org/entry/sp/transport. Como a dimensão incorpora outros modais, as notas se referem a esse conjunto maior de sites e portais. Todos os links utilizados estão listados na avaliação (seção de “location’).

  • Para o dataset de estatísticas criminais, o portal ObservaSampa não pôde ser considerado na avaliação porque não apresenta todas as variáveis listadas como essenciais. No caso, falta a informação acerca da localização dos crimes, que não consta nem na consulta de indicadores por tema, nem na seção de download da base completa. Assim, mantemos o dataset utilizado inicialmente.

  • O dataset de previsão do tempo fornecido (Infocidade) contém informações históricas e não previsões, como requer a metodologia do índice. Por isso, mantemos o dataset inicialmente avaliado. No entanto, será feito um comentário na avaliação mencionando a existência dessas informações.

  • O dataset de escolas públicas apresentado pela prefeitura foi considerado na avaliação, mas foi preterido em relação ao do INEP por não conter informação de matrículas e ser restrito ao universo das escolas municipais. De todo modo, ele consta como link alternativo na avaliação disponível no site como entry/sp/education.

Muito obrigado pelas observações!
Ficamos a disposição.
Abraços,
Ariel