Usufruindo dos direitos de propriedade da OKBr

okbr-regras

#1

Este mês de abril já estão sendo agendados os trabalhos que regularizarão os domínios e de revisão do Regimento Interno para licenças da nossa produção e citação das fontes e para backups.

Em consulta pública

Quanto ao usufruto dos “direitos de propriedade sobre os domínios e marcas da OKBr”, as diretivas a serem descritas pelo Regimento Interno e acatadas nas decisões do corpo diretivo (direção executiva e conselho deliberativo) seguiriam alguns princípios:

  1. Usar sempre que possível os recursos de marca e domínio da OKBr na exposição pública e principalmente no registro de recursos digitais (URIs).
    Justificativa: 1) para poder responder juridicamente como autoridade responsável pelo recurso. 2) para garantir a forma mais barata de divulgação e marketing, antes de investir em outras. 3) não ficar “refém” de terceiros, tornando minimamente portáveis os endereços dos recursos.
    Exemplo: ao invés de www.porExemplo.com.br/recurso123  preferir  www.ok.org.br/recurso123, com nosso domínio.

  2. Planejar as APIs e os endereços dos recursos públicos (ex. URL das páginas dos sites), de modo que não mudem com o tempo, provocando link quebrado.
    Justificativa: equivale a buscar garantias técnicas para que a URL seja persistente — não necessariamente “eterna”, mas tão persistente quanto o planejado.
    Não queremos onerar o processo de manutenção por simples falta de planejamento, ou falta de cuidados básicos para com a preservação digital.
    Exemplo: se gravamos um CD-ROM com um link para um site ou recurso OKBr, não queremos perder o investimento, nem que o usuário perca o link. Da mesma forma nos links de noticias, documentação, relatórios, etc.

  3. Padronizar a identificação pública dos recursos digitais da OKBr, e preferir o uso de identificadores transparentes.
    Justificativa: os identificadores transparentes não dependem de uma autoridade central controlando um contador, ou inventando nomes. Basta estabelecer centralmente algumas regras de classificação e uso de metadados (como data de publicação, título, etc.).
    Exemplo-1: ao invés de identificar o “Quinto Relatório de São Paulo” com xpto123 (demanda autoridade dizendo se é 123 ou 456), fica até mais legível sp-saoPaulo-rel5, seguindo alguma norma sintática baseada em metadados, resultando portanto em identificadores transparantes (que não requerem autoridade central).
    Exemplo-2: o Brasil já adota oficialmente regras desse tipo no portal LexML.gov.br desde 2009, a União Europeia adota o ECLI desde 2011 e o ELI desde 2012.

  • … em construção AQUI MESMO, participe! …

Um dos elementos em discussão é a padronização dos backups, por hora em teste o discussOKBr-assets.

Deduzindo boas práticas a partir dos princípios

Como escrever manuais e chegar a um consenso (e um texto conciso) no Regimento Interno pode levar tempo, os princípios norteadores fariam o mesmo papel: para tanto precisamos exercitar o uso deles… Exercitar a identificação das “boas práticas” que se podem deduzir deles.

Exemplo-1: uso de redirecionamento de URL via DNS CNAME, para domínios de terceiros, como técnica mais simples (porém menos flexível) de redirecionamento de subdomínios.

Exemplo-2: uso de arquitetura, principalmente nos webservices do back-end, baseada em API Gateway (tecnologias de proxy reverso),

          

Em aberto

  • Redação do Regimento Interno, seção sobre Comunicação: na elaboração das diretivas seguiríamos os princípios acima. Na sequência, depois de discutidos os princípios acima, lançaríamos um primeiro rascunho para incluir na consulta pública. Participe!

  • Questão técnica que está barrando o uso do domínio ok.org.br com protocolo git: “how to redirect a git-server address?”, por favor ajudem ou repassem para experts!


OK.ORG.BR, um só nome, nosso nome!
Contratos de suporte técnico geral na OKBr
#2

Já estamos operando com API-gateways implementadas diretamente nos scripts de configuração do NGINX dos domínios OKBr.

Ver demo de solução para oferta das APIs através da GUI gerada automaticamente por especificação Open API:   api.ok.org.br.

Ver também a sugestão de documentação no ticket de suporte: suporte.ok.org.br/13


#3

O resolvedor de códigos ISSN (para diários oficiais e revistas científicas) está sendo a nossa primeira API a demonstrar o uso da API Gateway da infraestrutura da OKBr.


O próximo passo na infraestrutura de oferta padronizada de dados, para as APIs mais complexas de dados abertos, será disponibilizar consultas GraphQL sobre as mesmas bases de dados, fazendo uso do PostGraphQL.